Amar o amor

sempre sonhei com o dia

em que alguém fosse reparar

em todas as pequenas coisas

de meu corpo,

e achá-las lindas.

imaginava alguém encostando em

minha marca de nascença,

reparando o quanto ela é linda

e unicamente minha.

alguém pegando minhas mãos,

e traçando

as pequenas cicatrizes que

as compõem.

alguém ligando minhas pintas,

daquela suave de meu rosto

até aquela ousada de meu pé.

alguém que me amasse

e amasse cada pequeno detalhe

que faz parte de meu corpo.

sabe o que eu percebi?

não tem pessoa mais bem

qualificada para ser esse

alguém,

do que eu mesma.

ao invés de amar a ideia de alguém me amar,

eu amo a ideia de eu mesma, me amar.

-constelação de cicatrizes e pintas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s